divagares

Agosto 30 2014

Em tempos de nova edição dos Prom's, sabe bem recordar uma presença em edição anterior, deste estupendo quarteto com Bach por "companheiro".
publicado por divagares às 10:22

Agosto 29 2014

No ano corrente, Portugal já pagou à troika, mais de 1.120 milhões de euros de juros e comissões, decorrentes do empréstimo/resgate de que o país foi alvo. E ainda só vamos em Agosto...

Não, não são invenções dos comunistas. São dados divulgados pela insuspeita Direcção-Geral do Tesouro.

Desta pipa-de-massa não fala o , ex-MRPP, ex-presidente do PSD e ex-presidente da Comissão Europeia  José Manuel Durão Barroso, pela sua esposa mais conhecido por Cherne.
publicado por divagares às 12:52

Agosto 28 2014

Quando eu nasci plantava Brecht

No silêncio do exílio um castanheiro

Ao canto do pátio. O medo - crisálida

Seca - instalava-se

No rosto anónimo

Dos meus contemporâneos. Cesare Pavese

Preparava minuciosamente

O seu suicídio. O velho continente 

Apodrecia

Ao som cavo da guerra Apodrece. A Causa

Comum: em prisões, fábricas medievais, cinza

Clandestina. José

Gomes Ferreira (Quixote-se-lança-de-Portugal)

Fazia quantos anos sou agora : e cantava

Em noites de insónia insubmissa (...)

As lágrimas dos outros (...), a solidão quente

Como a camaradagem do vinho! Dentro

Da noite lusitana

Desenvolve-se o comércio de músculos / praias / minas

Coloniais.......  No ano anterior

Frederico havia sido assassinado

Em Granada; ouvia-se ainda o seu canto/pranto

Por Ignazio Sánchez Mejías : Lo demás era muerte

Y solo muerte

A las cinco de la tarde. Vendiam-se a pataco

As últimas dignidades Contemplava-se

O derramar do sangue

Em guerras imperiais  ontem, hoje ..... Pouco,

Muito pouco se aprende

Com a morte dos poetas : o exílio/a complacência

Dos poetas. Outras mortes mais austeras

(A cólera amadurece)

Varrem este mundo velho. Ah mas a memória

E o canto

Permanecem no pó dessas mortes

Silenciosas ...............

 

Casimiro de Brito

publicado por divagares às 12:03

Agosto 26 2014

 

 

Transcorridos 20 séculos, o balanço da participação na História da Igreja como instituição - nomeadamente a católica - é muito negativo. Apoiando quase sempre os opressores contra os oprimidos, assume, sobretudo o alto clero, os interesses dos poderosos, negando a mensagem e o pensamento de Jesus.

 

MUR

 

publicado por divagares às 12:33

Agosto 25 2014

A baixa setubalense, como de resto acontece com as zonas idênticas doutras cidades, já não é o que era. É uma consequência do tempo que vivemos . Foram sendo criadas outras centralidades, locais e regionais. As pessoas dispõem agora de outras condições para se deslocarem. As grandes superfícies comerciais - autênticas catedrais do consumo - constituem pólos de atracção irresistíveis. Depois são as "Marcas"! As calças de marca; as sapatilhas de marca; as cuecas de arca; as mochilas de marca e o raio que os parta de marca...

E o pequeno comércio defronta-se com tudo isto. De maneira que resta-lhe engenho e arte para minorar as consequências. Algumas das suas iniciativas revelam criatividade. Dão no olho. Foi o que fizeram as e os comerciantes da rua Dr.. Paula Borba - mais conhecida pelos setubalenses por rua dos Ourives - decorando a preceito a sua rua. Desconheço onde se inspiraram. Mas que ficou bem, lá isso ficou.

 

publicado por divagares às 11:35

Agosto 23 2014

 

 

"O mesmo Governo que está a procurar novos aumentos de impostos, cortar mais salários, cortar nas pensões, em relação ao BES, a primeira coisa que fez, com a capa, com o biombo do Banco de Portugal, foi disponibilizar 4,4 mil milhões de euros para acudir àquele buraco, àquela situação de jogatana, de safismo dos seus accionistas e responsáveis."
"Um Presidente da Republica calado, um PS mais ou menos ajeitado, um Governo a sacudir a água do capote, como se a culpa fosse apenas de um banqueiro ou de uma família. Não é não."


publicado por divagares às 21:27

Agosto 21 2014


Ao tomar conhecimento dos rumores sobre o Montepio, de que fizeram eco os orgãos da comunicação social, enquanto sócio, não podia deixar de ficar preocupado. Fiquei até na expectativa de a administração do Montepio, usando as suas competências, fizesse um esclarecimento ao conjunto dos associados e mesmo aos clientes. Tal não aconteceu. Já é habitual! Entretanto, é o associado Eugénio Rosa, membro do Conselho de Supervisão da Caixa Económica - Montepio Geral, quem toma a iniciativa de prestar esclarecimentos sobre a situação, num texto que pode ser lido em: http://resistir.info/
publicado por divagares às 14:14

Agosto 20 2014
publicado por divagares às 16:09

Agosto 18 2014

Laranjais de Andaluzia

essências de primavera

em trinados de harmonia

um rouxinol vai cantando

um Poema del Cante Jondo

um rouxinol vai pondo

na copa dos laranjais

na terna face da lua

acordes celestiais

enquanto a noite flutua

cobre o sonho dos mortais.

 

Um sonho de primavera

que o rouxinol vai cantando...

Mas a lua se escondera

e a noite vem avançando

com armas de mira acesa...

 

Um tiro vem de surpresa

o rouxinol já não canta.

Mataram a natureza

Assassinaram os sonhos

somente fica a tristeza...

 

E ficam ecos medonhos!

 

João Marcos

publicado por divagares às 10:11

Agosto 17 2014

O Teatro Estúdio Fontenova, de Setúbal, realiza este ano a XVI edição do festival internacional de teatro. José Maria Dias e a sua equipa estão por isso de parabéns. E os setubalenses também! 

 

 

publicado por divagares às 15:13

mais sobre mim
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
16

19
22

24
27

31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO