divagares

Agosto 27 2015

Na "ida ao cinema",  com a Orquestra Sinfonieta de Lisboa estará ao piano António Rosado na interpretação do Concerto de Varsóvia, de Richard Addinsel, que Brian Desmond Hurst escolheu para o seu filme Aquela noite em Varsóvia, cuja acção decorre na Polónia ocupada pela Alemanha nazi.

 

publicado por divagares às 20:40

Agosto 26 2015

touradas 4.jpeg

"Quem maltratar animais fica impedido de os ter durante cinco anos"

É um título de notícia de hoje, a propósito da publicação de uma Lei destinada a proteger animais de companhia. Da minha parte, nada a opor. Mas, e os touros que são barbaramente massacrados nas touradas não têm também direito a protecção? O Estado que os deixa de fora, sem protecção, pelo contrário, vai continuar a entregar chorudos subsídios (com o dinheiro de todos nós) aos criadores de taurinos destinados ao massacre nas arenas?

Sou contra as touradas! Sou contra os maus tratos de todo e qualquer animal! É tempo de acabar esse espectáculo bárbaro! Deixem os touros em paz!

tourada 1.jpg

 

pouradas 2.jpeg

Vejam-se as marcas. Imagine-se o sofrimento do animal quando é sujeito a estas marcações com ferros em brasa...

publicado por divagares às 12:58

Agosto 25 2015

clandestinos280703.jpg

A opinião pública é contra mais emigração.

Há uma impotência enorme da Europa para enfrentar essa crise humanitária.

Exército checo irá combater a emigração ilegal.

Cada país dos 28 adopta medidas individuais, desde novas vedações, Hungria, Grécia, Bulgária e no porto de Calais em França.

Os dois países* anunciaram reforço policial, a construção de mais cercas, o emprego de cães farejadores. * França e Grã-Bretanha

Dentro de uma semana a Hungria vai concluir a construção de um muro para travar o crescente fluxo migratório.

Estes são alguns títulos de notícias sobre a dramática situação porque passam milhares de cidadãos de países assolados por guerras de agressão, pela fome, pela miséria.

A Europa que colonizou, escravizou, espoliou, é a mesma que agora continua a manter uma atitude irresponsável perante o crescente número de refugiados, cuja origem são aqueles países colonizados, escravizados, roubados. E o mais revoltante é que esses refugiados (a que chamam emigrantes ilegais), são a consequência de golpes e guerras provocadas por essa mesma Europa aliada da toda poderosa América, cuja ambição é subjugar todos os Povos da Terra. Entretanto, os Povos europeus, em vez de serem esclarecidos acerca das causas deste drama humano, são intoxicados e formatados, de modo a adoptarem uma atitude hostil, ou, pelo menos, de alheamento, de passividade.

publicado por divagares às 12:53

Agosto 19 2015

 

publicado por divagares às 11:27

Agosto 18 2015

 

publicado por divagares às 12:44

Agosto 17 2015

20080131133626!Maurice_Jarre.jpg

Maurice Jarre pertence ao privilegiado número dos compositores europeus que melhor souberam aproveitar as condições objectivas e a oportunidade que lhes foi aberta pela capacidade económica dos grandes estúdios para a invenção e construção de bandas sonoras de grande porte.

Em particular, aquela que compôs para Laurence da Arábia distingue-se pela insinuante emoção do tema principal, inteiramente adequado à personagem que serve mas também ao fascinante ambiente natural em que a acção do filme se desenrola e, tal como lhe é habitual, o gosto pelas frequentes deambulações harmónicas está mais uma vez aqui presente.

Fragmento extraído do texto publicado no jornal Avante! sobre a música original composta para o filme realizado por David Lean e que tem a participação de três grandes actores: Peter O'Toole, Alec Guiness e Anthony Queen.

 

 

publicado por divagares às 22:40

Agosto 16 2015

Virgínia Dias.jpg

Completa hoje 80 anos esta Mulher de Peroguarda - Ferreira do Alentejo. Por isso lhe presto esta singela homenagem e lhe desejo muitas felicidades. Há poucos minutos falei com ela ao telefone e lhe dei os parabéns. Conheci, pessoalmente, a Dª. Virgínia no passado mês de Junho na sua terra, aquando da homenagem a Michel Giacometti, de quem foi uma grande amiga, tal como o seu marido, Sr. Agostinho Dias. Terminado o evento tive o privilégio de, com outros amigos, a acompanhar a sua casa, lá permanecermos um bom bocado em convívio com a família Dias e a ouvir a Dª. Virgínia dizer alguns dos seus poemas, de grande qualidade e rara beleza. A sua obra não está publicada o que constitui uma lacuna que urge superar. 

 

publicado por divagares às 13:23

Agosto 15 2015

Um pássaro na palavra

 

E ali estava no céu há duzentos anos

e toda a gente dizia para sempre que

cantava com uma voz divinamente mística

uma grande águia desdobrando as asas

aos ventos do mundo

e aos povos

oh como vêm

em barcos e aviões

e como montaram o grande pássaro

e como ele os levou de passeio

e voou milhares

e milhares de milhar

e como gostava de levar gente de passeio

faziam tocas no grande costado

e fossos nas asas

e cavavam nos grandes genitais

e extraíam os sucos a taxa reduzida

e treinavam e ajaezavam

este pássaro divinamente místico

e ele foi enfraquecendo

e envelhecendo

e os cabelos brancos

caíram da sua cabeça  encanecida

e chamaram-lhe

a águia careca

e pôs um ovo em hiroshima

e outro em nagasaki

e perdeu a voz

e as penas caíram-lhe sobre cuba

e a república dominicana e o mississipi

e as asas caíram-lhe sobre o vietname

e fizeram penas sintéticas para tapar as faltas

e ninguém acreditou no seu canto

nem mesmo as joaninhas

e ao cair tornou-se um falcão

e começou gente a cair

sufocada pelo fedor de um sonho moribundo

e tornou-se um canário

cantando versos de cor

a um mundo comprado dentro de um mundo

e o dia tornou-se noite

e o atrás tornou-se frente 

e o preto tornou-se branco

e as folhas de erva viraram-se e gemeram

e as árvores gemeram

e o ar uiva e guincha

o seu lamento contra a américa.

 

Poema de Robert Saggese, integrado na Antologia da novíssima poesia norte-americana, traduzida por Manuel de Seabra, uma edição da Futura, 1973.

 

 

publicado por divagares às 11:49

Agosto 14 2015

A Regra do Jogo, um filme do mestre francês Jean Renoir, realizado em 1939, com a Europa já a viver  o terror da II guerra mundial, é uma tragicomédia, uma crítica à burguesia e suas "práticas". Foi utilizada na banda sonora,  A Dança Macabra do também francês Camille Saint-Saëns. Um preto e branco maravilhoso. Uma obra-prima.

 

publicado por divagares às 13:22

Agosto 13 2015

Andrey Klimov.jpg

Andrei Klimov, membro do Conselho da Federação Russa (Câmara Alta do Parlamento) apresentou uma proposta para a criação de um Tribunal Internacional para os assassinatos em massa de pessoas, planeados e praticados pelos EUA, em países terceiros, desde a II guerra mundial.

Eu não sou anti-americano, não censuro o povo americano e não apelo a acções terroristas contra cidadãos dos EUA. Eu falo do conluio criminal de responsáveis públicos americanos... Durante a II guerra mundial, os nazistas queimavam pessoas em fornos crematórios de campos de concentração e os americanos queimavam vietnamitas com napalm e fósforo. Qual é a diferença? Os crimes dos nazistas foram classificados pelo tribunal de Nuremberga como crimes contra a Humanidade sem prazo de prescrição, já os crimes de guerra americanos não receberam condenação internacional.

Klimov esclarece que o tribunal deve ser preparado de maneira séria, argumentada, para mostrar de forma determinada com quem a Humanidade está lidando quando se fala dos EUA.

Nesta iniciativa, o parlamentar russo não se limita aos crimes americanos no Vietname, considera igualmente os que foram praticados no Laos, Camboja, Coreia, Sérvia, Iraque, Guatemala, Líbia, etc..

publicado por divagares às 09:54

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

20
21
22

23
24
28
29

30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO