divagares

Agosto 02 2017

travessia_rio para ir votar!.jpg

 ... chegaram por fim a esta última semana, de bomba em bomba, de incêndio em incêndio, de ameaça internacional a discurso provocador. Puseram tudo o que tinham e mais ainda para que Caracas ardesse dos quatro lados e para que alguns Estados se fragmentassem em ilhotas "balcânicas" frente ao governo "tirânico" de Maduro. A CNN berrava mentiras, El País espanhol convocava, juntamente com Filipe Gonzalez, um golpe militar. Patéticos!

Toda esta movimentação para que o povo não votasse. Parece piada, quando os que tanto apregoam a palavra "democracia" opõem-se agora a que o povo soberano emita um sufrágio. O que não fariam  (já o sabemos, por experiência) se este povo farto de provocações decidisse tomar outros caminhos de auto-defesa!

Até que chegamos a este domingo de júbilo para a democracia  participativa. As pessoas saíram para votar desde as primeiras horas, ultrapassou (a capacidade de)  alguns centros como o Poliedro de Caracas, cruzou rios e caminhou por montes (como em Táchira) para evitar os violentos, foram-se ajudando uns aos outros, mão com mão, fazendo da fraternidade um símbolo tal como os mercenários da MUD jamais haverão de conhecer. Essa sublime dignidade que não se forja no poder do dinheiro e sim no que o Comandante eterno Hugo Chavez tanto repetia: "amor com amor de paga".

São três fragmento de um formidável texto de Carlos Aznárez, que pode ser lido no original em:

www.resumenlatinoamericano.org/...

 

publicado por divagares às 13:47

mais sobre mim
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
17
18

21
24
25
26

27
28
29
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO