divagares

Março 20 2014


Nestes dias em que a Crimeia tem sido notícia, recordei-me do período de férias de sonho que lá passei. e recordo as pessoas locais, a sua educação e afabilidade. Foram três semanas inesquecíveis, começadas em Sinferopol (capital) seguidas de instalação em Ai-Danil  á beirinha do Mar Negro, ali bem próximo do Artek e do chamado monte urso (uma montanha que vista ao longe se assemelha a um urso deitado). visitei Ialta, Sebastopol, Artek e outros locais. participei num maravilhoso mini cruzeiro no Mar Negro ao longo da sua costa.

Nestes últimos dias o Povo da Crimeia foi protagonista corajoso da rejeição do fascismo instalado em Kiev. Este é o relevante facto que saliento de todos os acontecimentos que vêm ocorrendo nos últimos meses naquela região.

Por muito que, pelos centros de poder da chamada democracia ocidental e suas agências de propaganda seja gritado o não reconhecimento da escolha inequívoca do Povo da Crimeia, a verdade é que essa escolha foi livre, democrática e esmagadora! Bem diferentes dos acontecimentos da Praça Maiden em Kiev, onde foi à bomba, a tiro, com destruição de morte, que neofascistas pagos pelo chamado Ocidente democrático se apoderaram do poder e intitularam governantes. Para tal o senhor Obama e os seus acólitos da União Europeia não olharam a meios. Afinal, o  objectivo é estender a sua pata...

Acredito que mais cedo que tarde também o Povo ucraniano correrá com o bando de mafiosos que se apoderou dos orgãos do poder da Ucrânia.

Da escolha do Povo da Crimeia, muitos questionam a opção pela integração na Rússia capitalista. Tal não é descabido, contudo antes assim.



Aqui estou eu e alguns dos meus amigos com pessoal da unidade onde estávamos hospedados
publicado por divagares às 20:09

mais sobre mim
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16
17

23
28



pesquisar
 
blogs SAPO