divagares

Março 30 2014

Com mãos se faz a paz se faz a guerra

Com mãos tudo se faz e se desfaz.

Com mãos se faz o poema - e são de terra.

Com mãos se faz a guerra e e são a paz.

 

Com mãos se rasga o mar. Com mãos se lavra.

Não são de pedras estas casas mas

de mãos. E estão no fruto e na palavra

as mãos que são o canto e são as armas.

 

E cravam-se no Tempo como farpas

as mãos que vês nas coisas transformadas.

Folhas que vão no vento: verdes harpas.

 

De mãos é cada flor cada cidade.

Ninguém pode vencer estas espadas:

Nas tuas mãos começa a liberdade.

 

Manuel Alegre

 

publicado por divagares às 18:10

De
( )Anónimo- apenas as pessoas que pertencem à lista de amigos de divagares podem deixar comentários.
(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16
17

23
28



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO