divagares

Janeiro 16 2016

"Para se defender da frustração não assumida de não ter chegado a primeiro-ministro, conformou-se com a sua projecção de poder através da influência e da exposição comunicacional" (VM, 643). Desde 1973, primeiro no Expresso, depois no semanário, na TSF (1993-96) e na TVI e na RTP (consecutivamente desde 2000), que conta as histórias que quer, como quer, explicando Portugal como se fosse como ele diz, mas que não passa de um país que ele inventa semanalmente a seu gosto. Para o ajudar a chegar onde ele quer.

marrcelo.gif

 

 

publicado por divagares às 23:04

mais sobre mim
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

17
21

24
26
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO