divagares

Maio 07 2017

pacheco_pereira_FotoLUSA.jpg

Em muitos países, o apetite pelo poder aproximou e aproxima a Igreja do poder político em ditadura, e Portugal foi disso um bom exemplo. Apesar de alguma honra da Igreja ter sido salva pelos católicos que, começando no bispo do Porto, lutaram contra a ditadura, a Igreja foi, com as formas armadas, um dos seus principais sustentáculos, assumindo um papel activo de legitimação e apoio político, fechando os olhos à repressão, à violência do regime e à guerra colonial. Para quem olha hoje com repulsa para o fundamentalismo muçulmano e para os seus crimes, não pode esquecer que a Igreja cometeu crimes idênticos, e a palavra "idênticos" é mesmo rigorosa.

 

Afirmação de José Pacheco Pereira, que retirei de uma publicação do professor Júlio Machado Vaz no FB.

publicado por divagares às 12:07

mais sobre mim
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11

16
19
20

21
22
23
25
26

28
31


pesquisar
 
blogs SAPO