divagares

Fevereiro 18 2017

mausoleu_tarrafalistas.jpg

39 anos depois da trasladação dos restos mortais dos presos que morreram no campo de concentração do Tarrafal - o campo da morte lenta, junto do mausoléu em sua memória no cemitério do Alto de S. João, Lisboa, a URAP, promoveu hoje de manhã uma sentida evocação em que participaram muitos sócios e amigos. Do Grupo Nó, Rui Galveias e Pedro Salvador, cantaram e declamaram um poema de Manuel Gusmão.

publicado por divagares às 14:29

mais sobre mim
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16

19
20
21
22
23
24
25

26
27


pesquisar
 
blogs SAPO