divagares

Fevereiro 14 2015

 

 

 

Humberto Delgado.jpg

Há 50 anos, neste dia 14 de Fevereiro o regime de Salazar, através do seu principal braço repressivo, a PIDE, cometeu um crime hediondo, ao assassinar o general Humberto Delgado e a sua secretária Arajaryr Campos, numa cilada para que havia sido aliciado.

Humberto Delgado era respeitado, admirado, pelo povo português, pela sua corajosa determinação de afrontar o fascismo apresentando-se como candidato a presidente da república, galvanizando toda a oposição anti-fascista. Cargo a que não chegou, em consequência da fraude dessas eleições.

Um pormenor pessoal: em 1958 eu era uma criança, mas tenho destas eleições memórias muito nítidas. Apesar de criança era já um trabalhador de comércio. No estabelecimento onde exercia a minha função assistia às conversas dos clientes, que eram, invariavelmente do Delgado. A minha própria patroa era apoiante do general. O entusiasmo era tanto que as pessoas perderam o medo e expressavam abertamente a sua opção. Estou a falar de Sarilhos Grandes, concelho do Montijo, terra de grandes tradições democráticas.

publicado por divagares às 10:10

mais sobre mim
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
18



pesquisar
 
blogs SAPO