divagares

Outubro 15 2017

14517625_1393735680644046_7747301192726185296_n.jp

Num tempo em que a generalidade das crianças era mal alimentada, consequência da precária situação das respectivas famílias, a administração do vilipendiado óleo de fígado de bacalhau, nas escolas, constituía um suplemento de nutrientes de elevado valor - um potente aporte de ómega 3 e vitaminas K, A, D e do complexo B.

Era um tempo em que o odiado óleo de fígado de bacalhau não continha ingredientes que dissimulassem o seu mau gosto (o que era uma grande vantagem, já que um desses ingrediente, o açúcar, faria/faz os seus estragos).

Do ponto de vista da saúde pública, levá-lo às escolas foi uma medida acertada - mesmo com um método muito pouco higiénico: À fila indiana da turma era servido na mesma colher - embora sem ser complementada com políticas sociais que se impunham. Mas, isto nos anos 40 e 50 do século XX acontecia num regime fascista, em que quase funcionava o princípio muito conhecido: Temos de alimentar a turba para que não haja perda de força para trabalhar!

publicado por divagares às 14:59

mais sobre mim
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

17
19
21

22
24
25
26

29
31


pesquisar
 
blogs SAPO