Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

divagares

divagares

23
Mar12

Escoural, a minha terra - VI

divagares

Acedendo ao convite feito pelos delegados da Associação dos Trabalhadores Ruraes de S. Tiago do Escural, que se encontravam em Montemor, vizitamos à noite aquela localidade, onde fizemos uma sessão de propaganda na séde da mesma Associação. Eziste ali, além da Associação dos Ruraes, a Associação das Classes Mixtas, que, tendo pouco mais de quatro mezes de vida, conta já 66 associados numa população de menos de 100 operários de várias indústriais, o que é animador. A vida é carissima, e o analfabetismo, como em toda a parte, é em abundancia. Os jornaes dos ruraes, que no tempo das ceifas e da cortiça teem uma média de 700 réis, nas outras epocas variam entre 400 e 500 réis, sendo a sua bela organização quem mantem o respeito dos lavradores pelos direitos adquiridos. Tem a Associação dos Ruraes um ano de ezistencia, sendo a população rural aprocimadamente de 600 homens; estão filiados na Associação 516 trabalhadores. Ezistem nas procimidades do Escoral 4 minas de cobre e ferro em que trabalham, além de 50 mineiros, muitos trabalhadores ruraes em epocas diferentes. Estão também estudando a organização de uma caixa auciliar para manter uma escola e vestir cada ano oito creanças filhas dos socios mais necessitados. A população, acentuadamente revolucionaria, é inteligente, vivendo numa harmonia digna de nota. O Sindicalista é lido ali com interesse pela classe trabalhadora, o que tem tambem contribuido para a formação de consciencias, havendo não só nos ruraes como tambem nas outras classes camaradas dedicados e incansaveis na propaganda, o que lhes vale os odios dos burgueses da localidade e procimidades.

Antonio Enriques e Manoel Afonso, relatorio dos delegados da Comissão Ezecutiva do Congressos Sindicalista, em missão de propaganda, publicado no jornal operário "O Sindicalista". Acrescento aqui um pormenor: Francisco Neves e António Tourinho representaram o Escoural, como Delegados ao II Congresso dos Trabahadores Rurais, que se realizou em Évora, nos dias 5 a 7 de Abril de 1913.

O texto acima transcrito é de 1912 e consta de "O Sindicalismo no Alentejo a "tournée" de propaganda de 1912" de António Ventura. è um relato que nos permite perceber a predominância de uma elevada consciência de classe, uma elevada compreensão da importância da organização e da unidade para os combates na defesa das sua reivindicações. Repare-se na expressão do número de associados da Associação de Classe dos Trabalhadores Rurais do Escoural: 86%! Por outro lado, a Associação de Classes Mistas contava com 66 sócios num universo inferior a 100 profissionais. Tais números reflectem de facto uma muito elevada consciência revolucinária, traço dominante que se manteve e mantêm entre a população escouralense. Atente-se no que, a propósito das greves de 1912, escreve José Pacheco Pereira (em "as lutas operárias contra a carestia de vida em portugal a greve geral de novembro de 1918"): Uma das características mais importantes do movimento operário dos anos 10 e 20 é a ligação entre o proletáriado citadino, particularmente de Lisboa, e o proletariado rural do Alentejo e Algarve, e da greve geral de 1918: No Alentejo, os combativos trabalhadores rurais iniciam a greve nalguns dos baluartes mais importantes do sindicalismo rural: S. Manços, Redondo, Torre de Coelheiros, Montemor, S. Tiago do Escoural, Vale de Santiago, Odemira, etc.

E essa combatiividade continuou na firmeza assumida na resistência ao regime fascista de Salazar, nas Praças de Jorna que funcionaram durante décadas, na participação activa no inicio dos anos 60 na luta pelas 8 horas, luta esta vitoriosa (um desafio muito atrevido, no dizer de António Gervásio) de nada servindo o poderoso aparelho repressivo face à determinação dos trabalhadores em acabarem com o degradante trabalho de Sol a Sol! Foi, a partir daí passarem a comemorar o 1º. de Maio, das mais diversas maneiras, nomeadamente faltando ao trabalho. Foi a adesão aos ideais revolucionários do 25 de Abril, em que sobressai a realização da Reforma Agrária e a escolha em eleições, dos candidatos da força mais consequente - PCP/CDU - para governar a freguesia.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub