Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

divagares

divagares

09
Fev13

O Poilão de Mansoa

divagares

O poilão é uma árvore de grande porte que existe em abundância na Guiné Bissau. Majestosa, sendo que o seu tronco, em geral, de configuração espectacular a torna maravilhosamente bela. É objecto de respeito e de culto para os guineenses.

 

Foi o nome dessa árvore escolhido pelo comandante do Batalhão de Caçadores 1912 - Mansoa, 67/69 - para o boletim policopiado destinado a distribuição aos militares da sua área de comando.

 

POILÃO órgão informativo, assim se apresentava na sua folha de rosto! Não sou capaz de precisar quantas edições teve. Mas sei que, no regresso a Portugal, ou ao "continente" ou "metrópole", como se quiser, acompanharam-me os vários números editados do POILÃO, as cartas que recebi da família, dos amigos e das madrinhas de guerra, fotos e outros papeis. Só que, deliberadamente, acabei por me desfazer de tudo, excepto as fotos e um exemplar da última Ordem de Serviço publicada pelo Batalhão. Foi um erro, reconheço-o hoje - os documentos são sempre preciosos (fala quem profissionalmente veio posteriormente a tratar de centenas de milhar de documentos e "construir" um arquivo) e, decorridos quarenta e cinco anos ajudavam grandemente, já que a memória vai falhando.

Hoje, o único exemplar do POILÃO que possúo, é uma fotocópia do seu número 1, oferecida por um ex-furriel da minha companhia recentemente, editado em Junho de 1967, dois meses depois da chegada à colónia. Neste número há uma saudação do CMDT, tenente coronel Artur Afonso Pereira Rodrigues, e refere-se-lhe como "o nosso jornal", dirige à hierarquia militar "uma sincera e leal saudação", cujo labor, afirma, "conduzirá à vitória final". Também afirma que "viemos da nossa pátria para a nossa pátria (...) as armas apontarão certeiras ao inimigo, que custe o que custar será escorraçado e desmantelado para que o mundo saiba que onde foi Portugal já mais deixará de o ser."

E foi assim que fomos comandados! Para o nosso CMDT, Mansoa era tão portuguesa como Queijas ou Carrazeda de Anseães e ao "inimigo" - os naturais dessa terra - propunha escorraça-los da sua própria terra!

Do conteúdo das outras edições do POILÃO não consigo ter a menor recordação, mas estou convencido que a sua linha, não terá destoado da saudação inicial. Afinal a  "psico" não era praticada apenas junto dos autóctones...

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D