Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

divagares

divagares

29
Mai10

Cerca de 300 mil nas ruas de Lisboa contra a política do governo de Sócrates!

divagares

Correspondendo ao apelo da CGTP-IN, trabalhadores de todo o país desfilaram em Lisboa, gritando a plenos pulmões a seu protesto e a sua recusa em aceitarem as medidas impostas pelos Grandes da Europa e acertada entre PS e PSD. Foram milhares. Muitos milhares. Ficou ali demonstrada uma clara disposição para continuar a luta contra a política de agravamento da situação em que o país se encontra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

29
Mai10

Francisco Miguel Duarte

divagares

Francisco Miguel é seu nome

Sapateiro a profissão

Comunista de renome

Veio ao Mundo em Baleizão

 

Baleizão no Alentejo

É terra de gente pobre

Mas outra vila não vejo

Que tenha filho mais nobre

 

Ocasionalmente, passou esta semana pelas minhas mãos este belo poema de C.A.Inglês.

 

E, porque hoje foi um dia de luta, dia em que Lisboa viu um mar de gente nas ruas, gente indignada e determinada a dizer não a mais injustiças, ao aprofundar das desigualdades sociais, a dizer não ao famigerado PEC da nossa desgraça, é oportuno recordar aqui, esse Grande Português, que em toda a sua vida não soube fazer mais nada que lutar contra a injustiça, pela liberdade, pela transformação revolucionária da sociedade!

 

27
Mai10

Atenção Funcionários Públicos: Devem fazer o chichi em casa!

divagares

Pois, então se os senhores ministros (e as senhoras ministras também!) já decidiram poupar na água e no papel, tratem de sair de casa "aliviados"! Se tiverem uma caganeira na hora de serviço, preparem-se para recorrer ao WC do café mais próximo. Era só o que faltava continuarem com mordomias em tempo de poupança...

E mais, tratem de levar para casa as plantinhas de vaso, que tanto gostam de ter na secretária, a menos que provem que a rega é feita com água levada do exterior. Caso contrário, temos processo disciplinar em cima.

24
Mai10

Festroia 2010

divagares

 

De 04 a 13 de Junho, Setúbal vai  novamente ser a cidade do cinema, com mais uma edição do Festroia. Como já vem sendo habitual nas edições anteriores, vai haver cinema de muito boa qualidade!

17
Mai10

Simplesmente ESCANDALOSO!

divagares

image002.jpg

image001.jpg

Não divulgar é cumplicidade!        "... os portugueses comuns (os que têm trabalho) ganham cerca de metade (55%) do que se ganha na zona euro,    _mas os NOSSOS GESTORES RECEBEM, EM MéDIA:_        - mais _32%_ do que os americanos;       - mais _22,5%_ do que os franceses;        - mais _55 %_ do que os finlandeses;    - mais _56,5%_ do que os suecos"  (dados de Manuel António Pina, Jornal de Notícias, 24/10/09)   E são estas "inteligências" (?) que chamam a nossa atenção: "os portugueses gastam acima das suas possibilidades".

17
Mai10

"Como foi possível?" - Urbano Tavares Rodrigues

divagares

 

"... Mas hoje também em Portugal se justifica a pergunta "como foi possível?

Sim. Que estranho conjunto de circunstâncias conduziu o País ao desastre que o atinge? Como explicar que o povo que foi sujeito da Revolução de Abril tenha hoje como Primeiro-ministro, transcorridos 35 anos, uma criatura como José Sócrates? Como podem os portugueses suportar passivamente há mais de cinco anos a humilhação de uma política autocrática, semeada de escândalos, que ofende a razão e arruína e ridiculariza o País perante o Mundo?

O descalabro ético socrárico justifica outra pergunta: Como pode um Partido que se chama Socialista (embora seja neoliberal) ter desde o início apoiado maciçamente com servilismo, por vezes com entusiasmo, e continuar a apoiar, o desgoverno e despautérios do seu lider, o cidadão Primeiro-ministro?

(...)

Não conheço precedente na nossa história para a cadeia de escândalos maiúsculos em que surge envolvido o actual Primeiro-ministro.

Ela é tão alarmante que os primeiros, desde o mistério do seu diploma de engenheiro, obtido numa universidade (já encerrada) aparecem já como coisa banal quando comparados com os mais recentes.

(...)

O cidadão José Sócrates tem mentido repetidamente ao País, com desfaçatez e arrogância, exibindo não apenas a sua incompetência e mediocridade, mas o que é mais grave, uma debilidade de carácter incompatível com a chefia do Executivo."

15
Mai10

Para que nunca mais aconteça!

divagares

A propósito do texto que coloquei aqui há dias, acerca dos 65 anos do fim da II guerra mundial, o facto de  ter referido o racionamento de géneros alimentícios, um amigo meu, na casa dos trinta anos, comentou junto de mim que estava a armar com essa do racionamento, argumentando com o facto de Portugal não ter entrado na guerra. Depois, face aos argumentos que usei para lhe explicar que estava enganado, rematou com um deixa-te de ficções!

Interroguei-me sobre o porquê deste grau de desconhecimento. Procurei saber o que dizem os manuais escolares do actual 6º. ano - não tive à mão aqueles que eram utilizados no tempo que o Francisco frequentou a escola - e lá encontrei sobre a II Guerra Mundial: "... Portugal beneficiou também do facto de não ter entrado na 2ª guerra mundial. Entre 1939 e 1945, vários países do Mundo envolveram-se na 2ª Guerra Mundial. Portugal manteve-se neutro, ou seja, não participou na guerra a favor de nenhum dos lados. Esta situação foi boa para o país porque conseguiu exportar muitos produtos para os países que estavam em guerra (...) . Parte do dinheiro conseguido pelo Estado foi aplicado em obras públicas. Salazar tentou desenvolver o país, construindo estradas, barragens, aeroportos e outros edifícios públicos, como escolas, hospitais, tribunais, Casas do Povo, etc..".

E pronto! Segundo este manual, Portugal dos anos da II guerra mundial era o melhor dos mundos e tinha um governante bestial! E a guerra foi até vantajosa, pois permitiu muito dinheiro para "desenvolver" o país!

A neutralidade salazarista tem muito que se lhe diga, só lembro o fornecimento à Alemanha de um minério estratégico, o volfrâmio... Neutralidade tal, que, quando os Povos da Europa rejubilavam com o fim da guerra - em Portugal ocorreram manifestações impressionantes - Salazar decretava luto nacional pela morte de Hitler.

 


13
Mai10

Ainda a Papal visita

divagares

Pela última vez vou comentar a visita do senhor Papa. Nestes últimos dias tive coisas bem mais úteis que fazer, que perder tempo embasbacado a olhar para as televisões. Mas era inevitável ver o mínimo... E do que vi - por muito que respeite as crenças alheias - destaco aqueles olhares alucinados, de participantes nas concentrações, perante a passagem de um ser que faz cocó e chichi como qualquer outro ser. Depois, do homem propriamente dito, interrogo-me sobre o que tem aquela massa andante coberta de finos tecidos, rendas e bordados, a ver com a realidade do mundo contemporâneo?

Ao mesmo tempo que toda a visita tem decorrido, Sócrates e Passos Coelho foram acordando entre si as mal feitorias que se seguem...

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D