Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

divagares

divagares

12
Nov12

"A lógica da balança do poder"

divagares

"A Europa voltou à lógica da balança do poder, e a Alemanha recupera, sem pudor, um lugar de hegemonia. Já não através do ferro e do fogo, mas pelo controlo de uma União Económica e Monetária que se transformou numa máquina de terror e de pobreza social."

 

Viriato Soromenho Marques, DN de 12/11/12

11
Nov12

"A visita da senhora". Peça breve

divagares
Esta é uma foto que circula na NET há já alguns dias. Pintura mural numa parede do Bairro das Amoreiras em Lisboa. Não resisti a copiá-la, pois retrata na perfeição o que vai passar-se amanhã na capital - A toda-poderosa vem visitar a colónia mais ocidental e dar recados/ordens aos regedores indígenas. Estes, estão a esmerar-se nas medidas de segurança - podiam ter pedido emprestado o papamóvel ao conterrâneo da visitante! - tal é o medo que têm do Povo. E o Povo vai sair à rua para afirmar que a senhora não é benvinda.
08
Nov12

O euro dos nossos males...

divagares

"Parece haver quem pense que a saída de Portugal do euro é uma opção entre várias alternativas. Não o é. A saída do euro é uma necessidade objectiva para a viabilização do país."

"Mantendo-se no euro, Portugal e os portugueses não terão futuro. E é melhor sairmos a tempo pelo nosso pé, do que mais tarde sermos escorraçados."

Estas são duas passagens do texto de Octávio Teixeira, que pode ser lido na íntegra no jornal Avante de hoje 08/11/12.

07
Nov12

América: Tudo como antes, como no quartel de Abrantes

divagares
Se com Mitt Romney haveria um perigo acrescido, dado o seu perfil protofascista, com Obama, tal como seria com Romney, a política americana vai continuar a obedecer ao Deus-dinheiro - o capital financeiro; os cidadãos e cidadãs do mundo em geral vão continuar a ser espionados; os países ricos em petróleo e outras matérias-primas estratégicas vão continuar a ser alvos de provocações, ingerências, guerras, ocupações e rapina; os cidadãos e cidadãs americanos vão continuar a ser confrontados com a explosão do desemprego e o aumento dos excluidos.
Em resumo, o império continua, o primado continuará a ser o direito do mais forte à liberdade.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D