Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

divagares

divagares

07
Dez12

Hoje foi dia de eleições no Montepio

divagares

"Solicitamos que vote. Envie por CTT. Não entregue o seu voto a estranhos. Na dúvida contacte o seu gestor ou balcão. Montepio Associação Mutualista"


Sou o sócio nº. E0078.356-1. Sempre votei e hoje não foi excepção. Recebi o texto acima por TLM. Aparentemente até é de louvar. Contudo, não deixa de ser curiosa esta "solicitação" - quem a fez, não ficou claro, mas que foi o Montepio que pagou, isso não tenho dúvidas.

Curioso também é o facto de a lista B, para que lhe fosse fornecida a lista de contactos, ter-se visto obrigada a recorrer aos tribunais...

O Curioso da referida "solicitação" decorre do que muito recentemente se passou no Montepio: O actual presidente, novamente candidato a presidente pela lista A, o sr António Tomás Correia ( o tal que aufere de salário base mensal 31.976 euros - quase o dobro do presidente da CGD...) em concluiu com o franciscano Vitor Milícias/também novamente candidato ao mesmo cargo na lista A, protagonizou uma golpaça numa Assembleia Geral convocada nas costas dos associados, para a qual arregimentaram os amigos, onde aprovaram alterações aos estatutos que dão ao presidente poderes ditatoriais.

Para essa AG não tiveram a sensibilidade de "solicitar" a participação dos associados! Nem sequer a publicitaram na revista do Montepio!

Tratou-se pois de um autêntico golpe. E é previsível que em resultado das eleições de hoje, os golpistas continuem na direcção do Montepio.

07
Dez12

A propósito da morte de um Grande Homem

divagares


Morreu o Joaquim. Morreu o nosso Mestre e o nosso Amigo.

Morreu a fazer teatro, que era o que ele melhor fazia: e fez teatro até ao fim. Dirigiu-nos até já não ter fôlego para puxar a fumaça dos cigarros que ia desfiando, um após o outro, nos ensaios (nas últimas semanas, resignado a ter de deixar de fumar, trazia para a sala um cigarro electrónico que alguém baptizou de Robocop).

Joaquim Benite foi e será o que se dirá agora dele: um intelectual de acção, um artista generoso, um Homem perseverante, com um aguçado olhar poético sobre o Mundo e uma grande intolerância contra a injustiça – que nalguns momentos da sua vida terá tentado beliscá-lo, mas que ele ignorou como quem dá um piparote numa beata pela janela do carro fora, como ele tinha o mau hábito de fazer.

Joaquim Benite foi e será muitas coisas. Para nós, os que temos vivido e aprendido com ele – para as várias gerações de actores, técnicos, encenadores, directores de teatros… – o Joaquim foi o Homem que nos revelou o segredo de que o teatro é um vício (quem lá entra, nunca mais de lá sai), mas é também um bálsamo (nós, os que temos esta profissão, somos uns privilegiados, porque nos momentos de dor imensa, como este, podemos sempre fugir para o palco: e lá a dor é outra).

Ficámos com uma peça nas mãos: o «Timão de Atenas», que de Atenas fala pouco, mas fala muito sobre a hipocrisia e a falsidade dos homens. O nosso “patrão”, como o Joaquim lhe chamou nos primeiros ensaios, tinha a mania de escrever para nós, e para “os que vierem depois de nós” – e os que vierem depois deles.

E agora chega de “palavras, palavras, palavras…” e vamos mas é trabalhar, que era talvez o que ele diria neste momento, se pudesse. Vamos cuidar dos vivos. Confortar a sua família – as suas irmãs, os seus filhos, os seus netos – e trazer a Teresa «Coragem» de volta às tábuas.

“E já que estamos em Shakespeare” (como tu próprio podias ter dito, meu querido Amigo…), citemos as palavras que o nosso “patrão” põe na boca daquele que, desiludido do caminho que a sociedade ia tomando, se afastou dos homens para morrer sozinho:

“Sol, esconde os teus raios: o Joaquim chegou ao fim do seu destino”

Companhia de Teatro de Almada


Texto recebido por correio electrónico, da Companhia de Teatro de Almada.

06
Dez12

Papiniano Carlos - Cântico

divagares

Belo é o fluir dos galhos

das velhas árvores.

E ver chegar as aves

que voltam do Sul.

Belo é o sangue rubro

dum lanho fresco,

e o riso que nasce

das nossas palavras.

Belo é o vir da manhã

sobre os telhados nús

das cidades brancas.

E mais belo ainda

que este sol visível

enflorando, amor

teus longos cabelos

que guizos dourados:

mais belos que os ventos

cavalgando as nuvens

e dizendo-nos: vinde!,

e que o meu génio abrindo

suas asas nos céus:

 

Mais belo que o fluir

silente desta célula

fluindo nos cosmos:

Mais belo, amor,

que a tua própria beleza

é este sol inviolável

rútilo, no fundo de nós.

01
Dez12

Gorduras do Estado - gabinete de Passos Coelho

divagares

01 chefe de gabinete,

10 assessores,

07 adjuntos,

04 técnicos especialistas,

10 secretárias pessoais,

01 coordenadora,

13 técnicos administrativos,

09 apoios auxiliares,

12 motoristas.

 

No total são 67 pessoas. Custam em salário-base, mensal 149.486,76 euros. A este valor acrescentam-se ainda subsídios de refeição, subsídios de transportes (nalguns casos certamente haverá viatura distribuída...), telemóveis, horas extra (que devem ser à fartazana...). E que mais será?

 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D