Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

divagares

divagares

17
Dez13

17 de Dezembro - extinção da comissão de censura

divagares
Foi em 17 de Dezembro de 1974. Oito meses depois do 25 de Abril. Só nesse dia foi extinta a Comissão de Censura,  entidade responsável pela censura em Portugal durante o regime fascista. Essa entidade desenvolvia a sinistra tarefa de proibir aquilo que entendesse, fosse na imprensa, nos livros, no teatro, no cinema, na música e por aí fora. Era, sobretudo entre os profissionais da imprensa, identificada por lápis azul.
É certo que, ao longo desses oito meses, pós 25 de Abril, a actividade censória dessa comissão foi nula. Impôs-se a liberdade revolucionária! E comissão alguma voltou a impedir a liberdade de expressão.
Hoje não há censura oficial. Há outras formas de censura, como a autocensura, castradora da liberdade de expressão. Há as pressões do poder instituído, dos "senhores" donos dos jornais, etc..
11
Dez13

Joanesburgo: O cinismo exibiu-se!

divagares

Foi ontem. Aconteceu o desfile de cínicos (com escassas excepções) na cerimónia de homenagem fúnebre aquele que lutou, usando todos os recursos - inclusive as armas - para combater a discriminação racial, a exploração, a iniquidade!

Por mais loas que os cínicos cantem, Mandela não deixa de ter sido um Homem vertical, um verdadeiro revolucionário!

07
Dez13

A dança dos pequenos cisnes

divagares

Porquê este vídeo agora? É simples: Ontem fui rever o Lago dos cisnes. Em Palmela. Por uma companhia russa. Pena, a dimensão do palco não permitir uma melhor prestação de todas/todos os intervenientes. Em todo o caso, foi uma récita com muita qualidade. E a música de Tchaikovsky é sempre uma maravilha.
06
Dez13

O fingido Cavaco Silva

divagares

"Nelson Mandela deixa um extraordinário legado de universalidade que perdurará por gerações.O seu exemplo de coragem política, a sua estatura moral e a confiança que depositava na capacidade de reconciliação constituem verdadeiras lições de humanidade."

Estas são considerações do mesmo Cavaco, cujo governo (era então primeiro ministro), na ONU, votou contra (ao lado dos EUA e Inglaterra) uma resolução que exigia a libertação de Nelson Mandela

Ou seja: Cavaco Silva perfilhava a mesma posição dos governos Americano e britânico sobre Mandela, que classificavam como terrorista. É preciso ter uma grande cara de pau para vir agora invocar "lições de humanidade".

 

 

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D