Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

divagares

divagares

26
Jul19

Thibaut Pinot e Julian Alaphilippe, dois formidáveis ciclistas!

divagares

Sexta feira 26 de Julho de 2019, o dia que pela negativa jamais será esquecido pelos dois grandes ciclistas franceses, Pinot e Alaphilippe!

O abandono, por lesão e a perda da camisola amarela mais a interrupção da etapa em consequência da neve acumulada na estrada, marcaram este dia da mais bela competição desportiva do ano - a Volta à França em bicicleta.

GettyImages-1157698947_770x433_acf_cropped.jpg

bettiniphoto_0404379_1_2000px_670.jpg

 

25
Jul19

A TVI, a mentira, a calúnia, a manipulação e a sem-vergonhice!

divagares

Sobre a deliberação da ERC - PCP tinha e tem razão: TVI mentiu e caluniou

O que a ERC agora confirma é o que desde o início esteve patente. Nos termos usados pela ERC: verificou-se o «incumprimento cabal» por parte da TVI «dos deveres de precisão, clareza, completude, neutralidade e distanciamento no tratamento desta matéria, o que originou a construção de uma reportagem marcadamente sensacionalista, sendo factores que fragilizam o rigor informativo por contribuírem para uma apreensão desajustada dos acontecimentos por parte dos telespectadores».

São os próprios serviços da ERC que registaram ser «notório o enviesamento e a falta de isenção da TVI», o «desequilíbrio» e a «descontextualização», bem como a «emissão de conclusões sem identificação de fontes de informação».

Quando a ERC refere «falta de rigor informativo», em concreto e de facto, o que faz é, por outras palavras, confirmar que aquele órgão de comunicação social mentiu deliberada e reiteradamente para dar corpo a uma operação de difamação construída para desinformar, manipular e enganar.

Regista-se, enquanto implícita confissão, que a TVI não tenha oposto contraditório pela simples razão que não tinha argumentos para o fazer. De facto, o que difundiu era, como a TVI reconhecidamente sabia, falso. Ainda que, mesmo depois de sucessivas denúncias e demonstrações documentadas das mentiras em que insistia, ter continuado a reproduzi-las ao longo de semanas.

Regista-se também que a ERC tenha dado conhecimento dos factos à Comissão da Carteira Profissional de Jornalista ainda que, como sempre se sublinhou, o que releva desta operação da TVI não são os actos ditados por óbvios desvios comportamentais reveladores em si da desqualificação profissional de quem deu rosto às peças, mas sim a opção editorial de quem, no comando da TVI, permitiu que a operação de difamação tenha beneficiado de mais de três horas de emissão e a “honra” de abertura de quatro edições do “Jornal das 8”.

A “recomendação” à TVI para “a necessidade de cumprimento escrupuloso dos deveres impostos em matéria de rigor informativo, rejeitando todas as formas de sensacionalismo” com que a ERC conclui a sua deliberação é pouco mais que um piedoso registo sem consequências.

O que se exige é que a TVI dê conta agora, com expressão idêntica à que dedicou à ofensa ao PCP e ao seu Secretário-geral, da Deliberação agora adoptada pela ERC. E, sobretudo, que peça desculpa pública ao PCP e a Jerónimo de Sousa, assim como às centenas de milhar de telespectadores que durante semanas deliberadamente enganou para sustentar, em pleno período pré-eleitoral, uma operação com indisfarçáveis e repudiáveis objectivos políticos.

22
Jul19

Efeméride - A Maçã podre.

divagares

67444193_2309838619051228_1963019926532784128_o.jp

A 22/07/1946, passados eram já 20 anos de ditadura Salazarista (que para mal dos portugueses duraria mais 28) a revista Times publica um contundente artigo sobre Portugal e o seu ditador, cuja consequência foi a apreensão da edição, a proibição da revista e a expulsão do seu correspondente, o jornalista italiano Piero Saporiti.

14
Jul19

Setúbal, Coimbra, a Crise Académica de 1969 e a VI Serenata.

divagares

Cruzei-me pela primeira vez com Rui Pato em 1970/71 no Círculo Cultural de Setúbal na sua primeira sede, na Av 5 de Outubro. Ser amigo e acompanhante de Zeca Afonso, foi a causa da sua (das suas) deslocação a Setúbal.

Ontem, nos Paços do Concelho, tive o grato prazer de ouvir Rui Pato falar numa sessão evocativa da crise académica de 1969 em Coimbra (tal como o fizeram José Armando Carvalho e Celso Cruzeiro) e, ao serão na Praça do Bocage, preenchida por uma bela moldura humana, o mesmo Rui Pato e muitos outros brindaram os setubalenses com uma formidável Serenata.

 

 

06
Jul19

Acerca de Órgãos de Manipulação Social e Presstitutos

divagares

Não resisti a "roubar" este comentário de Cid Simões, publicado em As Palavras são armas:

O império da media está a perder o pé, o imperialismo sente que a sua principal arma de destruição massiva está desacreditada e que a comunicação dita social, que tem sido e continua ser a principal inimiga da democracia, perdeu a credibilidade, e está a ser rejeitada pelos que a têm sofrido. O senhor Damásio e o entrevistador, poderiam explicar se é democrático deixar os principais centros de informação nas mãos do grande capital, que inocula nos povos todo o lixo tóxico que os próprios já classificam de fake news.

As redes sociais, são o que são, tal como uma faca é o que é, assim como a media é o que todos nós sabemos, e só os sábios esquecem. A dita comunicação social e os que a manipulam, perderam a hegemonia, estão nervosos, e não há sábios que os salvem.

Damásio.JPG

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D