Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

divagares

divagares

30
Mar11

Memórias do Círculo Cultural de Setúbal (II)

divagares

 

Artº. 2º. - A associação tem por fim organizar espectáculos, conferênAcias, colóquios, mesas redondas, exposições, fundar uma biblioteca, publicar boletins, jornais e revistas, fomentar o estudo da arqueologia e da etnografia regionais e de uma maneira geral, promover todas as actividades conducentes à melhor preparação cultural dos seus associados.

 

Como ficou claro no texto anterior, a minha ligação activa ao CCS esteve circunscrita a um período de quatro anos. Logo, as minhas memórias são relativas apenas a esses anos. Fica também esclarecido desde já que não conheci directamente a actividade do CCS, dos fins de 1974 até à sua extinção, pelo que sobre esse tempo nada direi.

A génese do CCS está no Centro de Estudos Humanísticos, fundado por um grupo de jovens estudantes. O CEH contou com o apoio do Clube de Campismo de Setúbal em cuja sede dinamizava as suas actividades, e teve uma existência efémera, uma vez que cedo se perfilou a ideia de avançar para uma estrutura associativa mais abrangente e interventiva na cidade.

De facto, no verão de 1969 foi fundado o Círculo Cultural de Setúbal e aprovados os seus estatutos (cujo Artº. 2º. transcrevo acima). Tal como já havia acontecido com o CEH, também o CCS funcionou nos seus primeiros meses de existência no CCS - So em Janeiro de 1970 passou a ter sede própria na Avenida 5 de Outubro,  segundo andar e sotão do número 87. Foram fundadores, António Manuel Fráguas, Carlos Tavares da Silva, Dimas Pereira, Maria Emília Pereira, Mário Brandão Ferreira e Tito Lívio.

Até ao 25 e Abril de 1974 o número de associados rondou os 1500.  Teve um pico de crescimento resultante da criação da secção escolar. Não chegou a ser um associação de "massas".

 

Adenda: No processo de legalização do CCS, na escritura notarial celebrada em 28 de Maio de 1969 são outorgantes, Tito Lívio, Carlos Tavares da Silva, António Augusto Santos de Jesus e António Manuel Fráguas.

Coube a Carlos Tavares da Silva formular. em 02 de Junho de 1969, no Governo Civil, o pedido de aprovação dos estatutos constantes da escritura notarial.

Os primeiros Corpos Gerentes foram:

Assembleia Geral - Presidente Dr Fernando Cardoso (Secretário do Governo Civil), Vice-Presidente Professora Maria Adelaide Rosado Pinto, 1º. Secretário Dr. Manuel Gonçalves Martins, 2º. Secretário Maestro Idalino José Pinto Cabecinha;

Direcção - Presidente Tito Lívio, Vice-Presidente Drª. Maria Antonieta Gomes Baptista Garcia, 1º. Secretário Dr. António Augusto Santos de Jesus, 2º. Secretário Carlos Tavares da Silva, Tesoureiro António Quaresma Rosa, 1º. Vogal António Manuel Fráguas, 2. Vogal António Júlio de Almeida Garcia;

Conselho Fiscal - Presidente Engenheiro João Botelho Moniz Borba, Vice-Presidente Dr. Eduardo Gouveia Amaral, Secretária Relatora Maria Clementina da Silva Pereira.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D