Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

divagares

divagares

31
Mar11

Memórias do Círculo Cultural de Setúbal (III)

divagares

A matriz fundadora do CCS foi o ideal de cultura, o ideal progressista. O traço comum aos seus fundadores e à generalidade dos seus associados era o antifascismo, mais ou menos expresso. As várias áreas da cultura e do conhecimento constituíram o objecto da sua actividade. Decorrente dessa matriz, toda a iniciativa promovida estava orientada para o debate, esclarecimento e enriquecimento cultural dos associados. Aos dinamizadores da actividade do CCS não eram indiferentes os problemas da comunidade  a que pertenciam. A denúncia das desigualdades e injustiças sociais surgiam naturalmente, tratasse-se da questão da habitação, da saúde, do ensino, dos direitos dos trabalhadores, da problemática da mulher, do ambiente, da guerra e da paz, etc.

No CCS discutia-se abertamente todas estas e muitas outras questões (mesmo sabendo-se que, invariavelmente, havia esbirros na sala), confrontavam-se opiniões diversas com civilidade e respeito pela diferença. Valorizava-se em primeiro lugar aquilo que unia os associados.

Mesmo no 25 de Abril de 1974, quando as instalações do CCS foram o precioso apoio para o trabalho mobilizador, organizador e esclarecedor do movimento dos democratas de Setúbal, esteve ausente a confrontação entre tendências partidárias que se foram tornando públicas. De facto, com o início da Revolução de Abril, a Direcção do CCS colocou as suas instalações e meios à disposição dos democratas, e foi lá que se realizaram as primeiras reuniões, se prepararam as primeiras manifestações, nomeadamente o grandioso 1ª. de Maio na Praça do Bocage que depois percorreu as ruas da cidade, foi no duplicador do CCS que foram impressos inúmeros comunicados, situação que se manteve até ser entregue ao MDP-CDE o antigo quartel da Legião Portuguesa.

E o CCS voltou então à sua actividade associativa, naturalmente reflectindo essa o processo revolucionário em desenvolvimento. Reflectindo sobretudo a perda da colaboração de um elevado número de activistas que se vieram a envolver em tarefas políticas e sindicais.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D