Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

divagares

divagares

23
Set14

Marcas da Guerra Colonial

divagares

 

"A resistência existe sempre, desde que haja ocupação. As guerras coloniais foram, em si mesmas, crime contra os povos: guerra de opressão e ocupação depois que a luta do proletariado e dos povos fez a história, definindo novas realidades. Essas realidades, integradas pelo direito internacional, traçaram novos paradigmas éticos, nova moral, novos direitos na relação das potências com os povos, impondo em especial  a descolonização como imperativo categórico.

Como a guerra dos franceses na indochina e na Argélia, a guerra colonial portuguesa foi um crime contra os povos das colónias. No caso português, o crime foi também contra o nosso povo, cometido por um regime sem qualquer legitimidade democrática.

Os crimes de guerra de Portugal foram os crimes do regime fascista, dos seus governantes, dos seus próceres, daqueles que beneficiaram e enriqueceram directamente com a utilização da PIDE que prendia e torturava militantes cívicos e políticos e, indiscriminadamente, as próprias populações; com a imposição de leis que colocavam os africanos sujeitos a medidas racistas de descriminação, de escravatura, de deportação maciça, de massacre, tantas vezes "aconselhados" e "formados" por interesses imediatos de rapacidade. Muitos deles configuram crimes contra a humanidade."

 

Do depoimento do major Mário Tomé, inserido no livro Marcas da Guerra Colonial, de Jorge Ribeiro.

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D