Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

divagares

divagares

30
Abr16

Viva o 1º. de Maio!

divagares

há mais de cem anos...
nas fábricas
nas terras
nas minas
os trabalhadores tinham que fazer 12 - 14 e até mais horas de trabalho em cada dia, mas por mais que trabalhassem continuavam sem nada possuir.
porque os patrões para juntarem as riquezas só para eles
exigiam muito trabalho e pagavam o trabalho com pouco dinheiro
por isso os trabalhadores e a família viviam muito mal
as casas eram muito pobres
a comida pouca ou nenhuma
não havia dinheiro para o médico ou remédios
os invernos custavam a passar
os filhos, aos 8 e 9 anos não podiam ir à escola como os filhos dos patrões, porque tinham de vender trabalho nas fábricas...
as crianças e as mulheres também trabalhavam 14 horas, mas só recebiam 1/3 ou metade do salário dos homens.
os trabalhadores já não podiam aguentar mais e descobriram:
Mas nós somos muitos!
E sabemos trabalhar!
Mas não temos as máquinas, as fábricas
As terras
As minas
Quanto mais trabalhamos mais ricos ficam os patrões
precisavam de arranjar uma maneira de obrigar os patrões a dar melhores salários e condições de trabalho
Se parássemos, parava tudo...
Até os lucros dos patrões!
e começaram a combinar coisas em conjunto, a exigir, e quando os patrões não lhes davam...
experimentaram parar o trabalho
e juntarem-se nas ruas e dizer:
Os nossos filhos têm fome!
O salário não chega para viver!
14 horas por dia não pode ser!
mas os patrões tinham preparado com os governos leis que lhes davam sempre razão.
prendiam, batiam, matavam...
os trabalhadores precisavam ter muita coragem - só possuíam armas pacíficas: parar de trabalhar, manifestar nas ruas o seu descontentamento
Várias vezes, em muitos sítios do mundo - França, Alemanha, Canadá,América, etc. - os trabalhadores pararam de trabalhar e juntaram-se para exigir melhor salário e menos horas de trabalho
eram perseguidos... mas não desistiam
para não perderam os lucros, alguns patrões tiveram de ceder - aumentaram os salários, reduziram para 12 horas por dia o trabalho
as notícias destas vitórias foram enviadas aos trabalhadores de outras terras e países.
E assim os trabalhadores fizeram outra descoberta: a solidariedade
em reuniões, os representantes diziam:
Os trabalhadores querem uma vida mais justa!
Querem leis que os defendam!
Querem a jornada de trabalho de 8 horas!
e finalmente no dia 1º. de Maio de 1886
Pelo dia de 8 horas de trabalho!
8 horas!
8 horas!
Greve Geral!
Queremos o dia de 8 horas de trabalho!
Viva a Greve Geral!
em muitas fábricas e em muitas terras
e em Chicago
espancam
matam
e prendem
os organizadores foram levados a tribunal
e foram condenados à morte
e outros a prisão perpétua
mas mesmo que pareça que perdem, os trabalhadores ganham sempre por defenderem os seus direitos.
50.000 operários em greve tiveram a vitória da jornada de 8 horas.
por tudo isto o dia 1º. de Maio foi escolhido para Dia Mundial dos Trabalhadores
durante muitos anos a luta continuou
o dia 1º. de Maio começou em 1890 a ser comemorado em Portugal

(Até que um dia, tudo foi proibido em Portugal! E o 1º. de Maio só viria a ser livremente comemorado com o 25 de Abril de 1974.)

Isto não é um poema do Filipe Chinita. Nem um plágio. É parte do texto de Maria Virgínia editado em forma de banda desenhada, pela CGTP-IN, a propósito das comemorações do 1º. de Maio deste ano.

digitalizar0001.jpg

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D